sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Acho que esqueceram de colocar os pontos positivos ... aff



5º mês lunar - 18ª semana

O bebê mede entre 12 e 14cm e pesa quase 150g.

Ele escuta seus batimentos cardíacos e os barulhos que o sangue faz ao correr pelo cordão umbilical e um pouco mais para frente escutará tudo o que a mamãe falar.

As retinas se tornam sensíveis à luz e os ovários das meninas já estão diferenciados. O ideal é que a mamãe tenha ganhado cerca de uns 5kg.

Os movimentos do bebê serão sentidos mais fortes. O útero está 2 cm abaixo do umbigo.

Compras
Aproveite esse trimestre da gravidez para fazer o enxoval e comprar os móveis do quarto do bebê, pois já não existe o mal-estar do início da gravidez, o perigo do abortamento passou e o peso da barriga ainda não atrapalha na respiração e caminhada.

É bom visitar maternidades para escolher a que melhor se encaixe em suas necessidades como localização e equipe especializada

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Como o pai se comporta no segundo trimestre da gravidez

Para elas, essa é a fase mais gostosa: acabaram os enjôos, a energia volta quase ao normal, a barriga já aparece, mas ainda não pesa. Para eles, é quando a gravidez se torna real. A emoção do primeiro ultra-som pode trazer junto uma profunda angústia. E, num primeiro momento, isso pode ser traduzido em uma necessidade urgente de planejar o futuro. As preocupações financeiras são freqüentes: procurar o segundo emprego, uma casa maior, um carro mais espaçoso. Querem saber onde o bebê vai ficar, como será sua educação.

Questões que só poderão ser resolvidas no futuro, mas rondam a cabeça do homem desde já.
É nessa fase que alguns também ficam com ciúme da mulher, já que a atenção, até a da mãe dele, é toda para a grávida. O parceiro pode, então, boicotar o processo, fazendo a mulher trabalhar demais. O psiquiatra Luiz Cuschnir explica que o ciúme ocorre porque o homem não tem o bebê dentro dele. A solução é compensar de alguma forma. 'Alguns procuram o contato físico com a mãe, mexem na barriga, escutam as batidas do coração do filho', diz Cuschnir. Outros se aventuram nas compras. 'Quis logo me relacionar com o meu filho. Por isso, sempre conversei com ele. Li que o timbre da voz masculina acalma o bebê. E fiz questão de comprar o primeiro presente, que tinha muito de ver comigo: um mordedor azul', conta o dentista Luís Carlos Martinho Lucas. Para alguns, a relação com o filho só vai começar na hora do nascimento ou até mais tarde. 'Cada um tem uma velocidade e não se deve desmerecer um homem só porque ele levou mais tempo para se sentir pai. Ele não será melhor ou pior', alerta a enfermeira obstétrica Dóris Ammann Saad.

Nesse período, o homem mantém mais contato com um novo personagem: o obstetra. Para alguns o médico provoca ciúme, para outros se torna um parceiro. Nas consultas, os pais têm todas as informações sobre as transformações que a companheira está passando. Quando estabelecem uma relação de cumplicidade com o obstetra, contam tudo que a mulher faz, querem saber quanto deve engordar, qual o melhor creme anti-estrias, tomam uma postura administrativa da história. Humberto, por exemplo, telefonou para o obstetra da mulher. Queria saber se podia colocar um fone de ouvido na barriga da esposa para que a filha ouvisse músicas infantis.

As preocupações em preservar o corpo da mulher têm por trás um interesse próprio: as expectativas sobre a vida sexual. A pergunta é simples: aquela mulher com quem eu casei vai reaparecer depois que o bebê nascer? Alguns ficam animadíssimos com as novas formas e acreditam que hoje em dia ninguém se transforma em matrona. 'Acho minha mulher linda grávida. Mas não me preocupo com o que vai acontecer depois, como ficará nossa vida sexual. Não casei com o corpo dela e, sim, com um todo', diz o dentista Luís. Nem sempre é assim. 'Certos homens ficam mais ligados às mudanças físicas da mulher, têm medo de ela se descuidar e isso acarretar em uma diminuição da libido', explica Cuschnir. Há até quem não consegue ter relações com uma grávida. Falar sobre o que está sentindo, com delicadeza, é o melhor. Do contrário, ressentimentos podem desgastar a relação por muitos anos.

Será que serei "macho" o suficiente pra isso?


Seis razões para tentar o parto normal

Como a natureza quer: se o parto normal é o desfecho natural de uma gravidez, por que fugir dele antes mesmo de saber se uma cesárea é de fato indicada para o seu caso? “O ideal é que o bebê escolha o dia em que quer nascer”, diz o obstetra Luiz Fernando Leite, das maternidades Santa Joana e Pro Matre, em São Paulo. É claro que, na hora do parto, às vezes surgem complicações. Aí, sejamos justos, a cesariana pode até salvar a vida da mãe e do filho. “Mas, quando a cirurgia é agendada com muita antecedência, corre-se o risco de a criança nascer prematura, mais magra e com os músculos ainda não completamente desenvolvidos”, adverte o obstetra.

A criança respira melhor: quando passa pelo canal da vagina, o tórax do bebê é comprimido, assim como o resto do seu corpo. “Isso garante que o líquido amniótico de dentro dos seus pulmões seja expelido pela boca, facilitando o primeiro suspiro da criança na hora em que nasce”, explica Rosangela Garbers, neonatalogista do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba. Sem falar que as contrações uterinas estressam o bebê – e isso está longe de ser ruim. O hormônio cortisol produzido pelo organismo infantil deixa os pulmões preparados para trabalhar a todo vapor. A cesárea, por sua vez, aumenta o risco de ocorrer o que os especialistas chamam de desconforto respiratório. Esse problema pode levar a quadros de insuficiência respiratória e até favorecer a pneumonia.

Acelera a descida do leite: “Durante o trabalho de parto, o organismo da mulher libera os hormônios ocitocina e prolactina, que facilitam a apojadura”, afirma Mariano Sales Junior, da maternidade Hilda Brandão, da Santa Casa de Belo Horizonte. No caso da cesárea eletiva, a mulher pode ser submetida à cirurgia sem o menor indício de que o bebê está pronto para nascer. Daí, o organismo talvez secrete as substâncias que deflagram a produção do leite com certo atraso – de dois a cinco dias depois do nascimento do bebê. Resumo da ópera: a criança terá de esperar para ser amamentada pela mãe.

Cai o mito da dor: por mais ultrapassada que seja, a imagem de uma mãe urrando na hora do parto não sai da cabeça de muitas mulheres. Segundo Washington Rios, coordenador da maternidade de alto risco do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás, não há o que temer. “A analgesia é perfeitamente capaz de controlar a dor”, afirma. Isso porque há mais de dez anos os médicos recorrem a uma estratégia que combina a anestesia raquidiana, a mesma usada na cesárea, e a peridural. “A paciente não sofre, mas também não perde totalmente a sensibilidade na região pélvica”, explica a anestesista Wanda Carneiro, diretora clínica do Hospital e Maternidade São Luiz, em São Paulo. Dessa forma, ela consegue sentir as contrações e até ajudar a impulsionar a criança para fora.

Recuperação a jato: 48 horas após o parto normal, a nova mamãe pode ir para casa com o seu bebê. Em alguns casos, para facilitar a saída da criança, os médicos realizam a episiotomia, um pequeno corte lateral na região do períneo, área situada entre a vagina e o ânus. Quando isso acontece, a cicatrização geralmente leva uma semana. Já quem vai de cesariana recebe alta normalmente entre 60 e 72 horas após o parto e pode levar de 30 a 40 dias para se livrar das dores.

Mais segurança: como em qualquer cirurgia, a cesárea envolve riscos de infecção e até de morte da criança. “Cerca de 12% dos bebês que nascem de cesariana vão para a UTI”, revela Renato Kalil, obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz, em São Paulo. No parto normal, esse número cai para 3%. “A sensação da cesariana é semelhante à de qualquer outra cirurgia no abdômen. É, enfim, como extrair uma porção do intestino ou operar o estômago”, compara Kalil. E, convenhamos, o clima de uma sala cirúrgica não é dos mais agradáveis: as máscaras dos médicos, a sedação, a dificuldade para se mexer...

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Turbinada

Esse final de semana fui comprar novos sutiãs, pq afinal de contas, os meus já não me serviam mais.
Qual foi minha surpresa? do número 44 fui pro 48 e olha que acho que ainda chego no 50!!!!!

Outro fator a ser levado em consideração é a beleza desses sutiãs de gestantes: um mais lindo que o outro!
Arghhhhh, fala sério né!

O "antes e depois" é de arrepiar!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

5º mês lunar - 17ª semana

Com 100g, o bebê agora mede 12cm.

Uma camada de gordura subcutânea (tecido adiposo) se forma para controle de temperatura do bebê, mas a pele continua translúcida.

O bebê boceja e já tem impressões digitais. A barriga da mamãe está bem arredondada. A partir dessa semana é possível sentir o bebê mexer.

Devido ao aumento da pressão sanguínea, poderá haver sangramentos em gengivas e nariz da mamãe. Não se assuste.

Não se esqueça de você!

Converse com seu médico sobre as possibilidades de se fazer atividades físicas. Fazer atividades físicas melhora a circulação sanguínea, você relaxa e descansa.

Algumas atividades como hidroginástica, ioga para gestantes, massagem linfática e relaxamentos são muito indicados.

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Será que é? Será que não é?

Às vezes quando estou quieta, sinto uma coisinha muito discreta fazendo algo dentro de mim ... aí penso: "será que são gazes? será que estou com fome? acho que vou fazer xixi...", mas será que é a pequenina dando o ar da graça?
Queria sentir ela mexendo logo!!! pq esse tempo não passa duma vez??? podemos apertar a tecla pra avançar o tempo?

O Papai vai ficar tão feliz de sentir ela mexendo!!!!!

Olhem esse vídeo que divertido (rs):

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

4º mês lunar - 16ª semana

Nesta semana o comprimento do bebê deve variar entre 108 e 116mm e o peso é de 80g.

As pernas estão mais longas que os braços. O bebê já faz algumas expressões faciais como franzir a sobrancelha e caretas. Que bonitinho!

Ainda é difícil sentir os movimentos do bebê. Agora que está completamente formado, as preocupações ficam para o crescimento e desenvolvimento.

Os seios estão mais sensíveis e o útero pode ser sentido abaixo do umbigo.

Nessa fase, os médicos podem pedir alguns exames de nomes estranhos como alfa-fetoproteína, que serve para indicar problemas como anencefalia e espinha bífida, e a amniocentese, feito com a coleta do líquido amniótico para verificar a existência de algumas doenças genéticas, a maturidade pulmonar, a idade e o sexo do bebê.

Cuidados com os seios
Com os seios sensíveis e doloridos, às vezes até com amortecimento da aréola e veias proeminentes, o uso de sutiãs confortáveis e firmes são indicados.

Não precisa preparar os mamilos para a amamentação como se imagina. Quando o bebê nascer você receberá orientações de como amamentar seu bebê. Se preocupe em obter informações sobre posicionamento e a importância de se amamentar. A dor na hora de amentar, que algumas mães reclamam, está relacionada a maneira errada como a boca do bebê se posiciona no seio da mãe.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Um show de horror!

Minha gente, alguém pode me explicar o que foi que aconteceu com o meu cabelo da semana passada pra cá?
Não mais que de repente, ele deu uma ressecada pra lá das bravas!!! tá horroroso, não ajeita, fica todo ouriçado, os fiozinhos novos ficam todos espetados pra cima, nem quero mais me olhar no espelho!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Quero minha progressiva de volta AGORA!


MITOS E VERDADES SOBRE O cabelo das grávidas

Assim como o corpo, os cabelos também são afetados pelas alterações hormonais que ocorrem durante a gestação.Veja como eles reagem a essas mudanças e como você pode deixá-los ainda mais bonitos:

10 - Quem tem fios secos fica com eles ainda mais ressecados.
VERDADE. Mulheres com cabelos ressecados podem apresentar o quadro piorado durante a gestação. A recomendação é usar xampu com lanolina, queratina e aminoácidos do trigo e da seda e utilizar máscaras de hidratação capilar.
MENTIRA: NÃO TÁ ADIANTANDO NADA!

15 - Fios rebeldes ficam ainda mais indomáveis no período.
VERDADE. Pode acontecer de os fios se tornarem mais cacheados. Para lidar com o encaracolado extra, existem sprays ou musses redutores de volume. É possível também hidratá-los com maior freqüência e utilizar produtos leave in.
MENTIRA: ACHO QUE SÓ FICANDO CARECA PRA RESOLVER

18 - Depois da gestação há muita queda dos fios.
VERDADE. O organismo feminino, acostumado com níveis de hormônios elevados na gravidez, sente o impacto da diminuição drástica após o parto. Essa variação faz com que aconteça uma queda acentuada dos fios. Se a mulher amamenta, os hormônios ficam em um patamar intermediário, o que torna o problema menos perceptível. Se houver queda de grande quantidade de cabelos, é bom consultar um dermatologista, que poderá indicar a realização de exames da tireóide, dosagem de ferro, anemia e outros para avaliar a disfunção. Nesses casos são prescritas fórmulas com nutrientes e loção antiqueda à base de jaborandi para mulheres que estão amamentando e de minoxidil e 17-alfa-estradiol para as demais.
AH, QUE MARAVILHA ... ALGUÉM QUER ME CONTAR MAIS ALGUMA COISA?

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Numerologia


A gente sempre acaba fazendo essas coisinhas idiotas, né?
Mas tudo bem, distrai e diverte ao mesmo tempo!!!!
Vamos ver o que o significado do nomezinho da minha pequena indica:




Número 5

Versatilidade a toda prova

Impulsivo, rápido, inquieto, precisa de liberdade e espaço. Prefere chão ao colo. Não que não goste de carinho e aconchego, mas apenas porque não vive sem movimento. No berço, mude-o de posição, de vez em quando, para que ele consiga ver todo o ambiente.

Imaginação fértil, curiosidade insaciável. Versátil, faz várias coisas ao mesmo tempo. Haja fôlego para acompanhá-lo. Na fase escolar, por exemplo, poderá estar tranqüilamente estudando enquanto assiste TV.

Adora festas, agitação. Mas nem pense em organizar um aniversário surpresa: ele vai descobrir antes da hora.

Dica: Estimule seu lado curioso, seu espírito aventureiro. E não o force a cumprir tarefas muito rotineiras. Ele detesta.

Símbolo: a cruz
Cores: azul-claro e cinza-claro
Elemento: água
Metal: mercúrio (não deve entrar em contato com a pele)
Pedras: diamante e safira amarela
Perfume: camomila
Profissões: psicólogo, pesquisador, vendedor, agente de viagens ou de seguros, guia turístico ou corretor de bônus e ações.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Como estamos?

Mamãe
Esta semana marca o início da época de ouro da gravidez. Livre dos enjôos, com uma barriga discreta e longe do risco de aborto, você começa a notar que está ganhando peso nas nádegas e que sua transpiração está aumentando.
Seu coração trabalha mais para gerar oxigênio para o bebê e a quantidade de sangue aumentou aproximadamente em 20%. Este percentual irá aumentar gradativamente para 30% ou 50% até o final da gravidez. Em conseqüência disto, você poderá ter a partir de agora e até o final da gravidez, sangramentos no nariz, o que é muito normal. Gerar um bebê não é uma tarefa fácil, não é?

Suas roupas estão ficando mais apertadas. Então, que tal começar a dar uma pesquisada nas lojas para gestantes (dê preferência a sapatos não muito altos e roupas confortáveis) ou se não, usar as roupas do papai?

Aproveite que o mal-estar foi embora e capriche na alimentação saudável, pois você precisa de 300 calorias a mais por dia. Dê preferência às frutas, porque elas ajudam o intestino que ficou mais lento por causa do HCG.

Bebê
Seu bebê pode ter desenvolvido o hábito de chupar o dedo, suas feições se individualizam e as expressões faciais começam a ficar evidentes. O mais impressionante é que ele começa a apresentar expressões de agrado e desagrado. Seus cabelos, sobrancelhas e cílios estão começando a crescer e a pele, é tão fina que se pode ver os vasos sanguíneos.

4º mês lunar - 15ª semana

Seu bebê ao fim dessa semana deve medir 103mm e pesar 50g.

Os cabelos começam a aparecer e os ossos ficam cada vez mais duros por causa da retenção de cálcio. Os braços dobram as articulações.

Através do ultra-som, é possível distinguir o sexo do bebê. Mas às vezes esse bebê "apronta" e por causa de sua posição não será possível a identificação do sexo.

A mamãe já pode localizar o bebê abaixo do umbigo tateando com as mãos. Dificilmente agora poderá esconder que está grávida, até o quadril está mais largo.

Sexo na gravidez
Sexo na gravidez não faz mal a você nem ao seu bebê. O bebê está protegido e o pênis não o alcança.

O sexo vai depender do seu estado emocional, pois com o turbilhão de hormônios que a gravidez provoca a libido fica alterada. Algumas mulheres sentem mais vontade de fazer sexo enquanto outras não.

A relação sexual só é contra-indicada em alguns casos de histórico de aborto e quando há perda de líquido amniótico ou sangue.

ATENÇÃO! A medida do bebê dentro da barriga da mãe, informada aqui, é a medida feita da cabeça do bebê até o bumbum (céfalo-caudal).

terça-feira, 5 de agosto de 2008

O que foi isso?

Ontem a noite o Papai resolveu bater o maior papo com a Sofia ..... papo vai, papo vem, resolvemos dormir .... e não é que de repente a barriga deu uma endurecida muito da estranha!? Será que era a neném se rebelando pq queria mais beijinhos????? hahahahaha, fala sério viu!

segunda-feira, 4 de agosto de 2008

2º Ultra-som

Sexta-feira fomos ver a Sofia!
Deu pra ver tudinho, até pra contar os dedinhos dela, tão linda!!!! a cara do Pai! rs
Ela está com 8 cm da cabeça ao bumbum .... e crescendo muito rápido, ai Jisuissssssssss....

Só não consegui descobrir como converto o DVD do US pra postar o vídeo aqui .... já baixei dois programas, mas nada dá certo ... as extensões dos arquivos são .VOB, .BUP e .IFO .... alguém sabe que programa uso? queria mostrar ela pra vcs!!!!!
:-)